Você acredita em alienigenas?

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Crânios de cristal

Em 1924, em uma expedição feita por arqueólogos britânicos nas ruínas maias em Belize, na América Central, em uma pirâmide sem portas e apenas com uma pequena fenda em seu topo que permitia a entrada de alguém foi feito um grande achado. Anna Le Guillon Mitchell-Hedges, uma arqueóloga filha adotiva do líder da expedição, Frederick Albert Mitchell-Hedges era a única com tamanho para entrar pela fenda, então a desceram através de uma corda. Anna enquanto descia dizia ver alguma luz no interior da pirâmide e foi atrás para descobrir o que brilhava daquela forma. Puxaram Anna novamente depois de um tempo e quando ela subiu novamente veio com um crânio de cristal feito a partir de uma peça de quartzo.

Anna e arqueólogos da expedição em 1924

Este é o crânio de cristal mais perfeito e mais famoso em todo o mundo. Após o achado, a expedição desceu e apresentou para os nativos locais, descendentes dos Maias. Quando viram o crânio era como se algo extraordinário estivesse acontecendo, como se seus deuses tivessem voltado. Todos começaram a chorar, abraçar-se e beijar, venerando o crânio. Frederick apresentou para o curandeiro local e este colocou num altar onde 24 horas por dia ele queimaria fogo ao redor do crânio.
Ritual Maia com o crânio de cristal

E assim, os velhos maias contaram para todos, uma antiga lenda Maia. "Há milhares de anos, treze crânios de cristal foram enterrados em lugares diferentes de nosso planeta. E estes crânios teriam a maior energia no planeta inteiro. E segundo eles, os crânios foram feitos possivelmente para conter informações dos deuses que um dia desceram dos céus. Continham um poder vindo de fora deste planeta, e quando os treze crânios estivessem juntos, algo de incrível iria acontecer neste mundo. Além disso, a lenda diz que existem doze mundos onde os habitantes vivem como nós, e de lá teriam vindo doze crânios, trazidos por habitantes destes mundos. E o décimo terceiro seria o crânio que conteria toda a informação sobre os outros doze mundos. E aqui na Terra, que seria o planeta dos filhos, os treze crânios seriam agrupados para manter informações únicas sobre todos os mundos entre diversos pontos importantes para todos."
Porém apenas sete crânios foram encontrados, quatro estão com colecionadores e três são comprovadamente falsos, foram criados para serem crânios pré-colombianos como os outros, mas foram descobertos como sendo peças feitas na Europa no século XIX, e estão em museus, um em Washington, nos EUA, um em Paris, na França e o outro no Museu Britânico, na Inglaterra.

Crânios falsos encontrados em museus

O crânio achado pela expedição de 1924 em Belize foi analisado nos anos 60 por um curador e restaurador de antiguidades chamado Frank Dorland. Ele julgou ser uma peça que fora esculpida por materiais não conhecidos, não foi metal ou algo conhecido para possivelmente esculpir a peça. Apenas destacou um pequeno pedaço nos dentes e outro nos olhos que poderiam ter sidos esculpidos por diamantes, que seria um método utilizado já há 300 anos. Porém o crânio poderia existir há mais de 12 mil anos. Como já sabemos o quartzo é essencial para diversos componentes na atualidade, incluindo computadores e telecomunicação. Um chip de quartzo pode conter milhares de informações, sem o quartzo não poderíamos manter informações e programar da maneira atual, diversos componentes. E seria natural que se alguma inteligência mais avançada que nós utilizássemos quartzo para armazenar informações. Assim, os crânios poderiam perfeitamente armazenar uma quantidade incrível de informações por serem feitos de quartzo.
Acreditar ou não nas antigas lendas Maias sobre os crânios de cristal? Fato é que já foi comprovado que algumas não foram feitas por ferramentas já utilizadas pelo homem. E como já mencionado, assim que foram vistos pelos antigos Maias, foi um choque para todos, ou seja, a lenda era muito conhecida. Será que realmente existem treze crânios de cristais originais espalhados pelo mundo? Será que eles realmente contêm energia e informações como diz a lenda? Podemos imaginar que algo está por trás destes crânios que nos fascinam tanto por perfeição e beleza, além de toda história por trás. E acima de tudo, esperamos que um dia, sejam ao menos encontradas todas as treze peças para assim, sabermos se a lenda é verdadeira.


Fontes principais:
http://www.crystalskulls.com/
http://publishingarchaeology.blogspot.com/2008/05/blog-post.html http://www.britishmuseum.org/the_museum/news_and_press_releases/statements/the_crystal_skull.aspx