Você acredita em alienigenas?

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

A máquina de Anticítera

No fim de 1900, um time de mergulhadores buscadores de esponjas, liderados pelo capitão Dimitrios Kondos, estava em meio a uma enorme tempestade que os impedia de retornar da África, decidiu mergulhar em busca de esponjas na costa da ilha Anticítera. E como usavam roupas especiais, escafandros ligados por cabos de oxigênio, ficavam horas no fundo do mar buscando esponjas. Depois de um tempo, um mergulhador avistou um naufragado navio com 60 metros, dizendo ter vistos corpos de animais e pessoas. O próprio capitão resolveu mergulhar e se deparou com diversas estátuas de bronze. Então, o grupo resolveu resgatar o máximo de peças possíveis do naufrágio e depois retornaram para a Grécia.Dois anos mais tarde, outra expedição da marinha grega e do ministério da educação ocorreu no local, encontrando diversas importantes peças gregas que datavam de séculos antes de Cristo. Mas em uma destas expedições, um arqueólogo chamado Valerios Stais encontrou uma rocha com rodas de engrenagens dentro dela. Estudos foram feitos e acreditava-se ser um antigo relógio. Mas descobriu-se depois que ser muito mais do que um relógio. Após diversos estudos sobre as engrenagens, foi descoberto que aquele mecanismo era capaz de calcular posições astronômicas e eventos astronômicos que já haviam ocorrido e que iriam ocorrer. O naufrágio datava dentro do primeiro século antes de Cristo. E ao aparelho foi dado o nome de máquina de Anticífera.
Uma roda dentada maior seria o movimento do Sol, outra o movimento da Lua, ou seja, anos
solares e as posições muito estudadas pelos gregos sobre as órbitas lunares.
Durante os anos 60, um físico chamado Derek J. de Solla Price estudou minuciosamente a máquina de Antifícera. E apenas em 1971 as respostas para o aparelho foram levadas ao público. Era um calculador astronômico muito complexo. Através de testes de raios gama foi desvendado os mecanismos e engrenagem dentro da caixa metálica. E assim, o professor Price concluiu que seria impossível conceber algo tão avançado como aquele na era helenística, não poderia existir. Estudiosos não aceitavam nada sobre as conclusões de Price.
Recentes pesquisas, inclusive orientadas por grandes Universidades e pela HP, concluíram que ao todo 30 engrenagens faziam o mecanismo funcionar, podiam prever ciclos astronômicos, eclipses, todos os ciclos dos Jogos Olímpicos, navegações e importantes para a cronologia grega. Poderiam não apenas ajudar navegantes como também calendários agrícolas. Poderia até mesmo ter fins políticos, uma vez que se sabia tudo sobre eventos futuros. Podia dizer as posições dos planetas e diversos fatos que se julgava apenas terem sido possíveis a partir do século 16, mas por seu tamanho apenas no século 18.

Engrenagens completas do aparelho
Não foi possível descobrir quem a construiu, cada estudioso acredita ter sido uma região do mediterrâneo que a construiu, mas ninguém garante a sua origem. Teria realmente sido nós humanos que quase cem anos antes de Cristo construímos algo tão inacreditável como este aparelho? Teriam existido outros como a Máquina de Anticífera?

Demonstração de como seria o aparelho completo
Se computadores foram criados apenas no século 20 e aparelhos pouco parecidos no século 18, como há mais de 2000 anos poderiam fazer algo que nem hoje imaginaríamos existir? Não teriam sido criados por seres mais avançados tecnologicamente que os humanos de 2 milênios atrás?